Maus-tratos aos animais é tema de workshop para alunos dos cursos de Direito e Medicina Veterinária

Compartilhe:

Alunos do curso de Medicina Veterinária e Direito da Uninta Fortaleza participaram nesta quinta-feira, 13 de abril, do Workshop “Maus-tratos aos animais: identificação, denúncia e suas consequências”, no auditório da faculdade. A oportunidade aconteceu em alusão a campanha Abril Laranja, dedicada à prevenção contra crueldade com animais.

O evento reuniu profissionais que atuam na causa animal para discutir e disseminar informação sobre legislação, formas de denúncias, o papel do médico veterinário em casos de maus-tratos, dentre outros assuntos. O evento teve início com a palestra do vice-presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará – CRMV-CE, Daniel Viana, sobre a prática de maus-tratos no exercício profissional e suas repercussões administrativas.

“O médico veterinário está bem no centro do diagnóstico de maus-tratos. Então, desde cedo, ele deve ser bem preparado para responder o que a sociedade precisa. Hoje temos um movimento grande de se estabelecer serviços oficiais de diagnósticos de maus-tratos e perícia. Esse é um papel privativamente do médico veterinário e precisamos dar aos alunos da graduação a condição de assumir esse papel”, ressaltou o vice-presidente do conselho.

Em seguida, aconteceram duas palestras on-line com médicas veterinárias que atuam como peritas criminais. A Dra. Luísa Lisboa, da polícia civil de Minas Gerais, falou sobre a caracterização do dolo na prática de maus-tratos contra animais e sua repercussão no inquérito policial. Já a Dra. Gabrielle Cardoso, da polícia civil do Amazonas, abordou a atuação do médico veterinário na política científica. O evento foi finalizado pela advogada e presidente da comissão de direito dos animais da OAB-CE, Geórgia Carioca Melo, que ministrou o tema “O crime de maus-tratos à luz do ordenamento jurídico” e falou sobre a sua atuação na comissão.

 

Maltratar animais é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais, Lei 9.605/98. Em caso de alguma situação, a população em geral pode denunciar ligando para o 190. Conforme a Lei 14.064/2020, a prática de ato de abuso e maus-tratos a animais prevê a pena de reclusão de 2 a 5 anos, multa e proibição da guarda. Em caso de morte do animal, a pena pode ser aumentada em um terço a um sexto.

 

MPS

Notícias Relacionadas

Notícias

Faculdade Uninta Fortaleza e Hospital Geral de Fortaleza fecham parceria para abertura de vagas de estágios

11 de abril de 2024

Notícias

Professora Ysmênia Pontes assume presidência da Comissão de Direito da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista da OAB-CE

4 de abril de 2024

Notícias

Prof. Me. Filipe Ferro assume a direção geral da Uninta Fortaleza

1 de abril de 2024

Notícias

Uninta Fortaleza expande o Projeto de Aconselhamento Acadêmico para todos os cursos

27 de março de 2024

Notícias

Faculdade Uninta Fortaleza e Hospital Geral de Fortaleza fecham parceria para abertura de vagas de estágios

11 de abril de 2024

Notícias

Professora Ysmênia Pontes assume presidência da Comissão de Direito da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista da OAB-CE

4 de abril de 2024

Notícias

Prof. Me. Filipe Ferro assume a direção geral da Uninta Fortaleza

1 de abril de 2024

Notícias

Uninta Fortaleza expande o Projeto de Aconselhamento Acadêmico para todos os cursos

27 de março de 2024

Acontece no PAED

Grupo de Estudos GEIDIT da Uninta Fortaleza encerra o ciclo de formação 2023

18 de março de 2024

Acontece no PAED

PAED da Faculdade UNINTA Fortaleza Impulsiona Desenvolvimento Acadêmico e Profissional

14 de março de 2024

Vamos falar pelo WhatsApp?

Estamos aqui para te ajudar, preencha o formulário abaixo e falaremos em seguida!